• Thaina Gasparotto

MAIS UM CAFÉ COM PROJETOS

Atualizado: 10 de Ago de 2019

O desejo de trabalhar com pessoas da terceira idade me cerca há um tempo. Até o ano passado já tinha feito algumas tentativas, mas nenhuma delas chegou a se concretizar. Foi durante um café com a Beatriz, no meio do supermercado Angeloni, que apareceu uma oportunidade mais concreta, quando ela estava em dúvida sobre que campo de estágio poderia ser interessante pegar - pra contextualizar, há uma disciplina do curso de Teatro da Udesc, onde experimentamos a prática de dar aula, tanto com a comunidade como em ambiente escolar.


Pra entrar no Angeloni, sempre costumamos passar pelo estacionamento, onde grupos de terceira idade fazem suas atividades físicas todas as terças e quintas de manhã, das 8 às 10h. Já na mesa do café, Beatriz comentou sobre o interesse em trabalhar com idosos e foi aí que eu falei que se ela quisesse estagiar com a terceira idade eu estaria junto! Mais um dos projetos que surgiram no meio de um café e em que ambas topamos mergulhar.

Foi um ano intenso de trabalho, com uma turma de 11 pessoas, entre 50 e 75 anos. Nossas manhãs de quarta passaram a ser compartilhadas com esse grupo que se formou - e mesmo com a dificuldade de levantar mais cedo do que de costume, os encontros nos renderam bons sorrisos, gentilezas e muito aprendizado.

2018 terminou, mas não queríamos que o projeto se perdesse. Nesse tempo, a Fundação Catarinense de Cultura abriu um edital pra seleção de oficinas, para acontecer no CIC - Centro Integrado de Cultura. Uma ótima oportunidade para darmos continuidade pra esse projeto. Sabendo que a Beatriz não poderia me acompanhar durante todo o semestre por causa da faculdade, inscrevi a oficina que nomeamos “A dança e o teatro na redescoberta do corpo idoso”. O projeto foi aprovado e o processo de redescoberta começou para a nova turma e pra mim, ainda nas quartas-feiras, desta vez à tarde, das 15h às 17h.

12 encontros. 9 alunas. 2 alunos. Uma delas vinda da turma que havíamos formado na Udesc.



O primeiro semestre dessa experiência se finalizou em julho, com uma tarde de festa junina na qual eu nem sei listar todas as comidas que a turma se empenhou em preparar. A sala cheia de bandeirinhas - feitas por mim, Beatriz e pela minha sogra - e os trajes caprichados, desde terno com Allstar vermelho até lindas composições de xadrez e crochê. Beatriz esteve com a gente para o encerramento do processo e foi levada pra cena junto da turma.  

Espero nunca parar de trabalhar com a terceira idade - ainda bem que voltamos em 31 de julho.

*pra quem tiver interesse em participar é só mandar e-mail pra mim: thainagasparotto@gmail.com

0 visualização

LAS CAMALEOAS

acreditamos muito no compartilhamento de ideias e fortalecimento de redes. por isso, se quiser falar com a gente é só mandar um alô por aqui: fale com a gente.

e ainda, se quiser receber as atualizações do que estamos postando, deixa seu e-mail nessa caixinha ao lado. vamos adorar manter contato.

esperamos, de coração, que estejam bem e que possamos nos ver em breve!

quem puder, fica em casa.

VAMOS FORTALECER NOSSO CONTATO?

© 2019 | LAS CAMALEOAS. Santa Catarina, Brasil.